fbpx
 

Marketing DigitalMarketing Digital X Marketing Offline: qual usar? Descubra agora! - Michelle Batista

01/10/20190

Marketing é uma coisa só. Os conceitos se diferem quando ele é aplicado dentro e fora da internet, sendo conhecido como Marketing Tradicional e Marketing Digital, estratégias importantes para o crescimento dos negócios. Mas qual é o tipo ideal para o seu negócio? Entenda agora!

Seu negócio é do tipo “EUpresa” (você faz tudo sozinho) ou do tipo EUquipe (você e uma equipe enxuta)? Se a resposta for sim a um desses, estamos no mesmo barco e este texto é definitivamente para você!

Colega… eu te entendo. Gerir, produzir, vender… entre outras tarefas, consomem tempo e energia, por isso você e outros empreendedores acabam esquecendo de dar atenção a ele: nosso amigo, o Marketing. Mas deixa eu te contar uma verdade… Essa não é a sua melhor atitude.

Marketing: o que é e porque você deve utilizar no seu negócio

Parece brincadeira (mas não é), ainda existe empreendedor que não entrega valor para satisfazer as necessidades dos consumidores com lucro. Isso mesmo! São inúmeros negócios com grande potencial que estão simplesmente patinando nas vendas.

Bom, mas o assunto deste texto aqui não é um bicho de sete cabeças. Marketing é ato de ofertar produtos ou serviços que são desejados por seu cliente ideal para você conquistar o sonhado lucro. Simples assim.

Essa belezinha está presente em dois ambientes: offline, conhecido como Marketing Tradicional e online, conhecido como Marketing Digital. Há a possibilidade de utilizar essas estratégias juntas ou separadas para aumentar as vendas no seu negócio.

Sabe o que é mais interessante? Você tem até opção de escolher o tipo que quer utilizar no seu negócio, mas não usa. (WTF?)

Antes de você aprender como utilizar (porque mesmo se o seu negócio é micro ou pequeno, você pode, deve e consegue utilizar essas estratégias), é necessário entender o que é o tal do “cliente ideal”.

Cliente Ideal: identifique o seu e pare de perder dinheiro (e tempo)

Se o objetivo é satisfazer as necessidades dos consumidores e obter lucro, concorda que antes é necessário conhecer para quem você vai vender? É aqui que entra o cliente ideal, também conhecido como persona.

Empreendedores que não aplicam o Marketing em seu negócio (ou aplicam incorretamente) pecam neste ponto: comercializam produtos ou serviços que não satisfazem aqueles que eles acreditam ser o cliente ideal.

  • Vamos ao exemplo de um cliente ideal, a persona de um dentista:

“Clara tem 35 anos. É casada, mãe de dois filhos, tem curso superior completo e é professora em um colégio que lhe proporciona uma renda mensal de R$ 5.000,00.

Assim como várias mulheres da cidade grande, tempo é algo precioso para ela. Mas mesmo com a rotina intensa de trabalho, as atividades do dia-a-dia e o importante convívio com a família, Clara ainda reserva tempo para cuidar da sua saúde.

Uma das necessidades de Clara é realizar um tratamento odontológico de urgência e barato. Ela busca um profissional que a atenda de forma pessoal, como se conversasse com um amigo. Buscam também prevenir a saúde da família, economizar no orçamento e garantir o tratamento do seu filho.

A professora tem medo de dentista, desconhece qualquer informação sobre carências, coberturas e procedimentos odontológicos e não valoriza atividades de prevenção periódica. Diante desses obstáculos, as idas ao dentista se tornaram cada vez mais raras.

Sabe como os dentistas podem ajuda-la? Oferecendo um tratamento odontológico de qualidade a um custo acessível, atendimento em horários alternativos (almoço, noite, sábados…) e o esclarecimento sobre a importância das atividades de prevenção.” 

Imagine se Clara conhece um dentista que ofereça:

  • Tratamentos a custos acessíveis;
  • Benefícios adicionais caso ela leve sua família para tratar na clínica;
  • Atendimento aos sábados pela manhã, dia em que não ministra aulas;
  • E uma explicação com simplicidade sobre como funciona o processo de trabalho e tratamento.

Você concorda que assim ela encontra a solução para o seu problema e o dentista encontra a sua cliente ideal?

Percebe como esse exemplo demonstra quais os desejos de Clara e quais os serviços que o dentista deve comercializar para satisfazer as necessidades dela?

Agora que você já sabe o que é cliente ideal, está preparado para entender como funciona o Marketing Tradicional e o Marketing Digital.

Marketing Offline: o que é e como utilizar no seu negócio

No Marketing Tradicional, as técnicas são aplicadas em recursos que praticamente independem de processos digitais. Esta estratégia é uma grande conhecida sua. Já estava presente em nossa rotina antes do aparecimento da era digital.

Veja alguns exemplos onde o Marketing Tradicional é aplicado:

  • Panfletos com o cardápio da semana daquele restaurante self service que você almoça frequentemente;
  • Outdoors te avisando que o show do seu artista favorito está chegando na sua cidade;
  • Anúncios em jornais impressos informando que há sítios disponíveis para locação no feriado prolongado;
  • Stands em feiras gastronômicas vendendo queijos produzidos em Minas Gerais.

O Marketing Tradicional é composto por 4P`s, o chamado Mix de Marketing: Preço, Praça, Produto e Promoção. São eles que definem como será criada a estratégia de comercialização do produto ou serviço, como ocorrerá a atração do público e como será o interesse deste pelo seu negócio.

Preço

Aqui você define o preço do seu produto. Leva em consideração os custos, o lucro que deseja alcançar e o limite de descontos, tudo isso sem esquecer que o valor final precisa ser atrativo ao consumidor. Define a forma que será cobrada a oferta, como será o pagamento e o prazo.

Praça

Etapa que refere-se ao local em que seu produto ou serviço será comercializado dependendo da segmentação do público. Aqui você define se a oferta será na loja física ou no e-commerce, quais serão os canais de distribuição e armazenamento, além do processo de logística e entrega.

Produto

É aqui que você deixa claro as características do produto ou serviço que está disponibilizando no mercado. Também define e molda a embalagem, o conteúdo, a cor, a forma, o tamanho e as demais características que ele possui.

Promoção

Neste último ponto você define as estratégicas sobre a divulgação do produto ou serviço. É aqui que irá utilizar de publicidade nos canais de distribuição e de maneiras que farão com que seu cliente ideal saiba que você existe.

Marketing Digital: o que é e como utilizar no seu negócio

Que rufem os tambores! Chegamos ao queridinho do momento. Vossa excelência, o Marketing Digital!

E não é por menos, ele promete um alto índice de vendas a um custo baixo. Se pensarmos bem, isso é coerente. Passamos grande parte do tempo na internet em busca de produtos e serviços. Veja alguns exemplos:

  • Pesquisamos no Google sobre aquele celular de última geração cujo resultados mostram várias opções com preço logo nos primeiros links;
  • Navegamos pelo Facebook e surge uma publicação daquele curso que tanto desejamos, mas ainda não fizemos a inscrição;
  • Ao vermos as novidades dos amigos pelo Instagram, surge um post com aquela peça de roupa que tanto gostamos de usar;
  • Acessamos a caixa de entrada do e-mail e lá tem a oferta de itens em promoção daquela loja que já compramos.

Marketing Digital são atividades que uma empresa (ou pessoa) executa online para promover negócios, atrair e criar relacionamentos, desenvolver a identidade da marca e gerar lucro.

Esta estratégia é composta por 8P`s (diga-se de passagem, método no qual sou certificada :D), conhecido como o novo Mix de Marketing: Pesquisa, Planejamento, Plataforma, Publicação, Promoção, Propagação, Personalização e Precisão.

Pesquisa

Você descobre quais são os elementos da oferta e para quem ela é direcionada. Esta etapa tem o objetivo de identificar o seu cliente ideal e entender como se comunicar com ele.

Planejamento

Você organiza como e quando quer atingir seus objetivos. Define tudo que deverá ser feito nos próximos “P`s”. (Esta é a minha grande especialidade: o Planejamento de Marketing Digital.)

Plataforma

Você executa o processo de vendas (funil) para levar a comunicação da oferta até o seu cliente ideal. Seleciona os canais (plataformas) que são ideais para seu negócio. Aqui se identifica o locais e o caminho que seu público irá percorrer até a venda.

Publicação

Você constrói todo o conteúdo que comunica a sua oferta. Cria textos atrativos direcionados ao seu cliente ideal, permitindo que se relacione com ele e então, venda.

Promoção

Hora de levar a comunicação da oferta para o maior número de consumidores possível por meio do tráfego direcionado. O objetivo é criar campanhas de anúncios para que o fluxo de vendas aconteça frequentemente.

Propagação

Aqui você trabalha para o seu custo diminuir. Como? Estimulando a propagação da sua mensagem. É a ação chamada de “viralização”. Esta etapa aumenta os lucros através de táticas que irão propagar a oferta.

Personalização

Você entende ainda mais o seu cliente ideal e motiva a interação com ele. É o momento de fechar vendas até com os clientes mais resistentes e difíceis através de uma abordagem bem pessoal.

Precisão

Momento de observar o que deu certo e o que não deu através de dados (métricas) que irão melhorar a oferta e escalar a comunicação mensalmente. Você analisa e decide baseado em números e resultados de campanhas e ações para assim melhorar o fluxo financeiro.

Mas qual tipo de Marketing utilizar no seu negócio? Offline ou Digital?

Investir em Marketing Tradicional ou em Marketing Digital? Depende!

E esse “depende” está diretamente ligado ao seu cliente ideal. Pare e se pergunte: onde está o seu cliente ideal? Quais são seus hábitos? O que ele costuma consumir? Onde e como ele faz compras? Como ele pesquisa produtos, serviços, preços?

Com o resultado destas e de outras perguntas, você vai entender como é o comportamento de compra dele.

O importante é identificar se ele busca pela internet, ou se vai direto ao estabelecimento comercial antes de comprar, ou a outra opção também comum: utilizar os dois comportamentos.

  • Vamos ao exemplo do cliente ideal de uma padaria ainda utilizando a “Clara” como nossa protagonista:

“Clara acordou no sábado pela manhã e verificou o horário marcado para ir ao dentista fazer aquele tratamento urgente.

Chegou à conclusão que não será possível ir até a padaria perto de onde mora para comprar o pãozinho do café da manhã, pois não quer atrasar para a consulta. Ela pensa: “Terei de tomar o meu café da manhã a caminho da clínica.”

A clínica odontológica não está tão próxima a Clara. Ela não conhece o local onde o dentista atende e não sabe se por lá há uma padaria. O que Clara faz? Pega o celular e busca no Google por padarias no bairro onde a clínica está.

No resultado da busca aparece a “Padaria do João”. Bingo! Clara poderá tomar o seu café da manhã e ir a consulta com o dentista sem atrasos.”

  • Vamos analisar agora em qual tipo de Marketing que João, o proprietário da padaria, deve investir:

Padarias podem ser consideradas como “negócios locais”, ou seja, estabelecimentos que satisfazem as necessidades e desejos de consumidores que estão nos arredores dela.

Mesmo sendo um negócio local, a padaria do João está perto de outros estabelecimentos comerciais, como a clínica odontológica em que Clara se tornou cliente, por exemplo.

Além da clínica, há outros estabelecimentos na mesma região do pequeno negócio de João. Estes podem levar pessoas que residem em outros bairros a também consumirem na padaria.

Neste caso, é adequado que João invista em Marketing Digital para ser encontrado na internet e também em Marketing Tradicional para promover o seu negócio aos moradores da região.

Até aí, ok. Mas pode acontecer do empreendedor esbarrar no quesito “custo” ao verificar que seu planejamento financeiro não permite investir em duas estratégias naquele momento.

Mesmo sabendo que o Marketing Digital pode ter um custo menor se bem aplicado e trazer um resultado maior em vendas, é necessário cautela. Verifique de onde vem seu maior fluxo de vendas.

Parar de investir no Marketing Tradicional para investir totalmente no Marketing Digital sem dados concretos não é um benefício. Identificar qual ação vem trazendo resultados positivos, continuar investindo nela e começar a investir em outra estratégia é a decisão mais coerente.

Se for identificado que os resultados obtidos com o Marketing Digital foram melhores que os resultados obtidos com Marketing Tradicional, é hora de rever o planejamento, otimizar o investimento e apostar no que oferece o melhor retorno.

Então, chegamos a conclusão que a resposta ao título deste texto passa resumidamente pelo seguinte processo:

  1. Identifique seu cliente ideal;
  2. Verifique quais são os comportamentos de compra dele;
  3. Avalie quais ações de Marketing possuem o melhor e o pior retorno;
  4. Invista na estratégia que lhe proporciona o maior lucro.

Com tudo estruturado e caminhando, a tendência é que você certifique que o Marketing é realmente uma coisa só e que online e offline caminham juntos. Só não cometa o erro da “Bola de Neve do Marketing: falta de planejamento + perda de tempo = prejuízo.

Se a sua dificuldade está em planejar e executar o Marketing Digital do seu pequeno negócio, deixa eu te ajudar!

by Michelle Batista

É relações públicas, produtora de conteúdo digital e consultora de marketing digital, com mais de 10 anos de estrada. Isso é o que dizem dela por aí. Na realidade, Michelle é graduada em soluções de BO e formada em métodos não científicos de comunicação afetuosa, com especialização em vício por mudanças, mestrado em estética do autêntico, doutorado em serventia ao outro e pós em rebeldia com causa.

Deixe um Comentário

Seu e-mail não será divulgado. Campos com * são obrigatórios

Scroll Up